quinta-feira, 24 de maio de 2007

Da equipe (3)

Terceira margem do rio

O rio ia
e ria
de tantos rios.


Madrigal

O vento viceja o verde
No amarelo que vai.


Domingo

O velho quintal
e meus pais dormindo.



PAULO ANDRÉ nasceu em 1978. Mora em Conceição do Jacuípe. Graduando em Letras Vernáculas. Co-editor do blog.

5 comentários:

Mayrant Gallo disse...

Precisos e líricos poemas de um poeta da estirpe de Oswald...

Mônica Menezes disse...

Deliciosos os poemas, Paulo André, leves porém intensos. Parabens!

Anônimo disse...

Grandes achados, Paulo André. Parabéns! Abraços, Ângela.

adelice souza disse...

Faço passeios silenciosos por aqui, mas estes pequenos versos roubam a minha alma e minha atenção. Então deixo o registro. Viva Paulo! Aquele abraço, Thiago.

Personagem Principal disse...

Esses poemas me remeteram à infância. E à parte boa dela. Uma delícia!