quarta-feira, 30 de maio de 2007

Singularidades de uma jovem Poeta

PAUSA

Estou sem lugar
vagando
sem memória
pairando sem palavras
tateando

sem telhado
sem vidro
sem padrão
sem busca
sem remorso

em pausa.


OUTROS EUS

Estou inúmeros caquinhos
dispersos, sonolentos, insossos
pedaços de mim,
ou de outros.


ÉRICA AZEVEDO (1983) é natural de Santo Estevão - BA. Estuda Letras Vernáculas na UEFS.

6 comentários:

Mônica disse...

Bons versos Érica. Continue. Abraço, Mônica

Ana Paula disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Paula disse...

Por onde andava esta poetisa? Parabéns Érica, lindos versos... Ana Paula Couto

Lidiane disse...

Tenho a honra de dizer que esta poetisa é minha colega de turma na UEFS. Super talentosa! Parabéns, Érica!

Adriana disse...

Nossa!!!!! d+!!!!!!grande talento esta pessoinha!!! belas poesias!!!Parabéns!!!!bjosss

Mayrant Gallo disse...

Em frente, Érica, você está cada vez melhor...