sexta-feira, 29 de junho de 2007

Com a Palavra...

GUSTAVO RIOS
1) Por que você escreve?

Não há uma resposta pronta. Nem única. Creio que seja algo entre querer ser eterno – pura vaidade, já que o medo da morte não assola caras com trinta e poucos, suponho -, e saber que de outra forma ninguém entenderia a minha confusa, desarticulada e doce visão de mundo.

2) O que você gostaria de escrever e por quê?

Um longo romance. Pra poder contar, de forma honesta, a história de todos os grandes caras e garotas que mudaram minha vida. No livro, eles seriam retratados dentro de suas gigantescas existências. Chorando, sendo felizes e inconseqüentes, trepando e vendo os dias nascerem. Como belos anônimos. Que fazem a história andar a passos largos. Pode parecer pretensão. Mas é a mais pura verdade.

Gustavo Rios nasceu em 1974. É baiano e mora em Salvador. É autor do livro de contos O amor é uma coisa feia, lançado pela editora 7 letras. Escreve regularmente nos blogs www.cozinhadocao.blogspot.com e http://feioamor.zip.net.

7 comentários:

Palavras e co-lirius disse...

Olá Gustavo,
Que boa justificativa! Gosto muito de contos, principalmente os imediatos, que nasce de um fato instantâneo. Gostaria de ter acesso a seu livro. Onde encontrar?
Abraço!
Jocenilsn

Mayrant Gallo disse...

Gustavo, sua segunda resposta abarca, de fato, a essência do romance. E não há dúvida de que são "os anônimos" que tocam este mundo, mas a humanidade, infelizmente, prefere os romances históricos...

Gustavo disse...

Jocenilson,
valeu

Mayrant,
você disse tudo. e um outro infinito mais.

Renata Belmonte disse...

Gustavo,

Gostei de suas respostas. Bom motivo para eu comprar seu livro.
Grande abraço,
Renata

ângela vilma disse...

Gustavo, não perco uma página de sua cozinha do cão. Adoro a sua maneira despojada de escrever, sua observação sempre primorosa - pois microscópica - do ser humano (cf. entrevistas/emprego no blog), seu lirismo, enfim, sua maneira muito articulada de pensar a existência.
Um abraço.

Gustavo disse...

Renata, outro abraço
Ângela, obrigado

Anônimo disse...

Sou professor e crítico literário, e amante da literatura contemporânea. O livro do Gustavo é realmente ótimo, vale a pena ler! Parabéns Gustavo...