quarta-feira, 27 de junho de 2007

Singularidades de uma jovem Poeta (2)

Retalhos

A escuridão rasga
me larga pela casa.

Sou pedaços
Retalhos pretos, brancos

Monte
num canto vazio
duma parede fria.


Pessoa

O Nada é o pouco mais de tudo
O Tudo é o muito menos mais
O Mais é o mero pouco nada
E ambos
São apenas Isso
Nada mais.



ALOMA GALEANO(1985) é estudante de Letras Vernáculas da UEFS. Admira Gabriel Garcia Márquez e outros mestres.

3 comentários:

Lidiane disse...

Parabéns Aloma, não sabia que você escrevia poesia. Bela surpresa! P.S: Também escrevo uns versos, mas não conta p ninguém, viu? (rs) Abraço!

Palavras e co-lirius disse...

Oi Aloma,
Sabia que tinha um lado artístico mas não tão poetico.rsrsr. Brincadeira! Adorei a sensibilidade presa ao poema!
Parabéns!
Jocenilson

Vinny disse...

Que massa Aloma!
Muito Bom.