sexta-feira, 20 de julho de 2007

Com a Palavra...

JOÃO FILHO

1) Por que você escreve?

É uma forma de dar sentido à minha vida. Já tive como ganha-pão vários ofícios e é bem provável que eu tenha muitos outros até aonde me for dado viver (minha subsistência não provém do que escrevo e nunca tive isso como meta, se acontecer algum dia, ótimo, e que seja muito), porém a literatura foi a única coisa que nunca abandonei ou ela nunca me abandonou. Se o que escrevo tem ou terá algum valor literário, se ficará ou não, desimporta, pois é tão somente a busca de tentar traduzir minhas inquietações contemplativas e ações reflexas diante da vida.

2) O que você gostaria de escrever e por quê?

Eu gostaria de escrever uma verdadeira obra-prima, porque é o que todos os que escrevem almejam, não é verdade? O gênero? Ah... Que são os gêneros diante de uma obra-prima? As obras-primas prescindem gêneros.


JOÃO FILHO é poeta e prosador. Publicou em 2004 o livro Encarniçado, pela editora Baleia. Participou de algumas antologias de contos. Escreve o blog:
www.hiperghetto.blogspot.com.

3 comentários:

Lima Trindade disse...

Muito sóbria e digna esta entrevista. O João Filho está de parabéns.

SANDRO ORNELLAS disse...

Concordo com muito, João. Mas cuidado, esse estoicismo todo pode te levar a desaparecer. Digo, emagrecer até desaparecer... rs
Abraço

Anna disse...

Muito tocante a parte em que vc diz uqe a literatura nunca te abandonou. Tem força a entrevista. Parabéns!